Cada Um Mostra O Que Sente À Sua Maneira




Somos teimosas. Discutimos frequentemente, embora agora menos que há uns anos atrás. Brincamos uma com a outra. Dizemos coisas estúpidas que só nós entendemos e que deixam os nossos pais a olharem-nos de lado. É raro o jantar em que o coro não se faz ouvir e quanto mais estúpidas forem as músicas, melhor. Agora ‘saímos’ mais vezes juntas, procuras incluir-me um pouco mais na tua vida. Deixas-me conhecer os teus amigos e até já confias o suficiente em mim para sermos amigas no Facebook. Trocamos mensagens, por mais básicas que sejam. Falamos sobre (quase) tudo. Suportamos dramas familiares juntas. Chamamo-nos à razão quando assim tem de ser. Partilhamos roupa, livros e, por vezes, cama e até já nos perguntam se somos gémeas, ao que nós rimos como resposta e já nem nos importamos tanto como queremos mostrar. Somos mais unidas agora e eu tenho orgulho do percurso que temos feito.

Passámos de duas pessoas que discutiam todos os dias por tudo e por nada, que quase nunca estavam juntas, a sermos irmãs de verdade, no que eu penso ser ou vejo como o verdadeiro significado da palavra.
Por agora, somos demasiado orgulhosas para dizermos que gostamos uma da outra e que temos orgulho em sermos irmãs, mas acredito que um dia conseguiremos. Assim como conseguiremos agradecer tudo o que não foi agradecido na devida altura.

Se um dia ‘fugires’ de mim, sei que a minha vida vai ser mais monótona e até, quem sabe, triste e apagada. A mãe e as outras pessoas que nos são próximas dizem que fico mais calada sem ti e não duvido. És uma parte de mim, bem como eu sou uma parte de ti (espero) e acredito que fazemos falta uma à outra quando estamos longe – afinal, 6 anos não é assim tanto.

Mesmo que não to diga, nunca, eu amo-te. Não sei se sou óbvia, mas todas as vezes que te chateio e implico com tudo é uma forma de o dizer. Cada um mostra o que sente à sua maneira.

Não sei se vais ler isto (por um lado espero que não, ou caso o leias que não me confrontes com ele ou irei ficar envergonhada), mas espero um dia poder dizer-te tudo isto cara a cara – porque não sou tão boa a escrever como tu, essa parte é toda tua. 


Então pronto, gosto muito de ti. 

(para a C.)

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Love Yourself

Feliz Natal! | 2016

10 Factos Curiosos sobre Harry Potter