Desabafos de uma pessoa muito nostálgica

Agora que olho para todo o ano que se passou e que olho para a noite de ontem, percebo que terminou. Mais uma fase terminou, agora definitivamente, e a minha nostalgia está ao rubro. Ontem fiz-me de forte, quase nem chorei, mas hoje é tudo o que me apetece fazer. Já tenho saudades e estou morta de medo do que aí vem. Bem… Talvez não tenha medo do que aí vem. Tenho é medo de perder tudo aquilo que vai ficar para trás. Tenho medo de, inevitavelmente, por em segundo plano quem sempre fez parte do primeiro plano. Tenho medo que o tempo e a distância me levem “as minhas pessoas”. Contudo, a vida é feita de ciclos – uns que se fecham, outros que se abrem pela primeira vez. E, se esses ciclos forem realmente importantes, terão sempre uma pontinha aberta que se irá cruzar com os outros e fará com que todos os ciclos se interliguem – isso é a vida. Então, tenho é de olhar esperançosa para o futuro e, mesmo que a saudade do passado lá esteja sempre, tenho de fazer de tudo para que aqueles que marcaram o meu passado marquem também o meu presente e futuro.

Obrigado a todos aqueles que tornaram os passados cinco anos da minha vida os melhores da minha vida. Agradeço àquele grupinho dos últimos três anos, que sabe bem quem é, por tudo. Obrigada, obrigada, obrigada.


Agradecimentos:
EB RSI (Coimbra)
Lambretas 

Comentários

  1. Não sou parte deste grupo, mas esse texto emocionou-me. Deixar os nossos amigos para trás pode ser difícil mas as verdadeiras amizades nunca morrem, por muitos obstáculos que elas enfrentem! <3
    Já agora, indiquei-te para uma tag lá no blog ;)

    Beijos, Catline
    rapariganoseculo21.wordpress.com

    ResponderEliminar
  2. Acredita que o nosso grupinho se vai manter! :)

    ResponderEliminar
  3. Acredita que o nosso grupinho se vai manter! :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Love Yourself

Feliz Natal! | 2016

10 Factos Curiosos sobre Harry Potter