Um pedaço de mim - o meu medo de cães


Hoje decidi que vos ia dar a conhecer um pouco mais de mim, que ia abordar mais profundamente um dos meus medos que, aliás, já vos confessei – o meu medo de cães.

Não sei exatamente se sempre tive este medo dentro de mim, mas sei quando é que ele despertou. Penso que estava no primeiro ano de escola e entrou um cão enorme pela escola. Todos os meus amigos conseguiram entrar e só eu e mais uns dois ou três é que ficámos cá fora. Sei que fugi durante o que me pareceram minutos infindáveis com o cão a correr atrás de mim e, quando consegui entrar dentro da escola, estava em pânico. Sei perfeitamente que fiz tudo o que não se deve fazer: correr, mostrar medo, mas não sabia como reagir naquele momento. E foi daí que nasceu esta minha fobia.

Confesso que sinto que é um medo estúpido porque temos de confessar que os cães são dos animais mais queridos à face da Terra e toda a gente gosta de cães. Eu gosto imenso de cães, apenas tenho este medo irracional que dava tudo para não ter. Adorava ser daquelas pessoas que convive diariamente com cães, que adora cães… Mas infelizmente não sou. Contudo, foi este pensamento que fez com que eu me começasse a obrigar a controlar.

Aos poucos, conforme fui crescendo, aprendi a controlar esta fobia, sobretudo porque sempre tive amigas e familiares que tinham cães em casa. Aos poucos, aprendi a controlar-me quando tenho um cão (não muito grande) a andar perto de mim ou mesmo a cheirar-me os pés. Sou capaz de fazer festas a um cão se o dono estiver presente e se souber que não me vai fazer mal. Mas, infelizmente, não consigo ir mais além que isso (ainda). Morro de medo se vejo um cão (grande) a saltar à minha frente ou a correr na minha direção – entro completamente em pânico. Contudo, eu sei que temos de ir devagar – uma coisa de cada vez. Já fui alcançando pequenas conquistas e pode ser que, com o tempo, este medo vá desaparecendo.


Sei que não estou sozinha e que há muitas pessoas que, como eu, têm este medo. Ao partilhar isto convosco, estou a dar-vos um pedaço de mim e quero que percebam que não faz mal ter medo seja do que for porque, com força de vontade, nós vamos conseguir ultrapassá-los a pouco e pouco. Vamos todos ultrapassar os nossos medos?


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Love Yourself

Feliz Natal! | 2016

10 Factos Curiosos sobre Harry Potter