"13 Reasons Why" - 13 lições que a série nos ensina

13 Reasons Why ou, em português, Por Treze Razões, é uma série americana promovida pela Netflix e baseada no romance com o mesmo nome do autor Jay Asher, que estreou no dia 31 de março de 2017. Esta série começa no momento em que Clay Jensen descobre à porta de sua casa uma caixa com sete cassetes gravadas por Hannah Baker, uma colega sua que cometeu suicídio. Nessas fitas, Hannah indica treze pessoas responsáveis pela sua morte e explica como o foram, apresentando então treze razões para o seu suicídio. Todo este “jogo” tem regras que Hannah explica na primeira cassete e que não devem ser quebradas.

série

Esta é a série que descobri recentemente e que me apaixonou de imediato. Comecei a vê-la poucos dias depois da sua estreia, pelo que ainda muito pouca gente falava sobre ela e, como tal, não tinha grandes expetativas. Comecei a vê-la porque ia entrar de férias e a sinopse pareceu-me interessante. O que eu não esperava é que, quando comecei a vê-la, acabasse presa a ela de uma forma bastante… Peculiar. Esta série agarra as nossas emoções de uma forma inexplicável e faz-nos refletir sobre o mundo que nos rodeia, tratando temas bastante fortes como o suicídio, bullying, violações, entre outros.

Assim, tendo eu acabado enrolada nesta teia de confissões tão tristes que Hannah Baker (e, de outra perspetiva, Clay) faz, vou enumerar treze lições que aprendi com esta série e, consequentemente, treze razões pelas quais toda a gente deve ver esta série – e com toda a gente não digo só adolescentes, digo também pais, para que estes se possam tornar mais atentos às vidas dos seus filhos.

série

1ªlição: Os temas abordados nesta série são bastante atuais e toda a gente os conhece, contudo continuam a passar-nos ao lado.

2ªlição: Nós nunca sabemos o que se passa na vida dos outros e, como tal, não devemos julgar.

3ªlição: Nós temos de realmente admitir aquilo que sentimos antes que possa ser tarde demais. Se amamos alguém, então o melhor é dizermos; nunca sabemos quando é que isso não pode ser a salvação de alguém.

4ªlição: Devemos parar e pensar na nossa vida, olhar para aqueles que nos rodeiam e estar mais atentos a pequenos sinais que, aparentemente, não são nada, mas que podem significar muito.

5ªlição: Todas as nossas ações têm consequências e nem sempre são boas. Devemos pensar sempre duas vezes antes de fazer o que quer que seja.

6ªlição: Os nossos erros podem custar a vida de alguém, contudo temos de ser suficientemente maturos para os assumir e arcar com o que isso implica.

7ªlição: Ser adolescente não é fácil, ninguém nos prepara para as crueldades da vida escolar, mas o suicídio não é uma solução. Temos de aprender a enfrentar os nossos problemas, a pedir ajuda para os resolver se não formos capazes de o fazer sozinhos e seguir em frente.

8ªlição: As pessoas podem ser realmente más e é possível destruir completamente alguém apenas com palavras.

9ºlição: Quando há muita coisa a acontecer na nossa vida e nós não estamos emocionalmente estáveis, todas as pequenas coisas importam e têm influência em nós.

10ªlição (esta é uma lição que toda a gente já devia ter aprendido, mas…): Violação é crime e não é culpa da vítima. Ninguém deve ser forçado a fazer algo que não quer com alguém que não quer.

11ªlição: Sejam simpáticos e sinceros. Não espalhem ou acreditem em boatos. Pode salvar uma vida.

12ªlição: Quando não se sentirem bem, seja com o que for; quando se sentirem sozinhos, procurem ajuda. Há sempre alguém disposto a ouvir-vos e ajudar-vos. Se, por outro lado, virem alguém que não está bem, falem, ajudem-na; isso pode salvar-lhe a vida.

13ªlição: Há um futuro à tua frente. Por mais que a vida te pareça complicada agora e que estejas a passar por coisas horríveis, tens toda uma vida pela frente e as coisas vão melhorar. Nunca deixes de acreditar; há sempre esperança para nós.
 
And just know that there’s life beyond what you’re feeling at the moment. I promise it will get better. There is an entire future of incredible things waiting for you. And if you go, you don’t get to-- You don’t get to see it. (Katherine Langford, a atriz que representou o papel de Hannah Baker)
 
Aconselho todos os que ainda não viram a série a fazê-lo, porque realmente vale a pena. Espero ter-vos deixado curiosos e, quem sabe, ter-vos ensinado algo.
 

Comentários

  1. Adorei mesmo esta série. Está tão tão tão boa! Vi logo tudo seguido assim que saiu, fiquei de boca aberta e de coração partido.


    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente contigo. Mas eu sou mais um Clay: fui vendo aos poucos, para assimilar tudo. É realmente algo que nos faz pensar e, sem dúvida, que deixa o nosso coração apertadinho.

      Obrigada e beiinhos

      Eliminar
  2. Uma das melhores séries do ano, sem dúvida um murro no estômago da sociedade actual, por vezes é doloroso assistir algumas cenas, uma série que faz-te questionar muitas coisas.

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida que é um murro no estômago mas que precisava de ser dado. Precisamos de abrir os olhos para coisas tão evidentes como as que aconteceram nesta série mas em relação às quais ninguém fez nada.

      Muito obrigada pelo teu comentário!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Love Yourself

Feliz Natal! | 2016

10 Factos Curiosos sobre Harry Potter