Algumas dicas... para controlar a queda de cabelo

Olá, dreamers! Como estão?

Passemos ao tema deste post: queda de cabelo. Eu não sei se sou a única, mas tenho sofrido imenso com este problema, contudo, e felizmente, tenho a sorte de ter imenso cabelo e super grosso, o que compensa a enorme queda.

Este problema, que atinge não só mulheres mas também muitos homens, pode ter diversas causas, entre elas desequilíbrio hormonal, má nutrição e até mesmo fatores psicológicos, como o stress e ansiedade. Há quem diga, igualmente, que as alturas da primavera e do outono (época em que nos encontramos) também são propícias à queda de cabelo, sendo normal que esta seja mais frequente e em maior quantidade nestas alturas.

Assim, e como eu própria sofro com este drama, decidi usar a maravilhosa coisa chamada Internet para procurar por algumas dicas caseiras para controlar (e reduzir) a queda de cabelo. Partilho abaixo algumas das que achei mais simples e mais facilmente realizáveis:

·         Utilizar o gengibre na alimentação ou então fazer uma mistura de gengibre ralado e azeite para massajar o couro cabeludo, deixando atuar por dez minutos e lavando a cabeça de seguida. O gengibre possui substâncias estimulantes que poderão ajudar na redução da queda de cabelo.

·         Beber muito chá verde pode ser uma boa solução, já que este chá tem propriedades desintoxicantes que acabarão com as substâncias nocivas que podem estar a provocar a queda de cabelo.

·         Utilizem pente em vez de escova para pentear o cabelo quando este estiver molhado, porque, só por si, os fios de cabelo molhado são mais quebradiços e a escova parte-os com maior facilidade do que o pente.

·         Em todas as situações, sendo que esta não é exceção, uma boa alimentação é fundamental. Uma alimentação rica em vitaminas e minerais é fundamental para fortalecer a raiz do cabelo, reduzindo a queda deste.

·         Evitem consumir medicamentos sem indicação médica, porque podem conter produtos que desencadeiam a queda de cabelo sem que saibamos.

Pronto, estas são algumas das dicas que eu achei mais relevantes e que podem ajudar alguém que como eu sofre com este problema. Espero que tenham gostado!

Beijinhos


Comentários